12 de janeiro de 2018

Surgiram aqui no blog alguns pedidos pra falar de séries de terror e suspense, um tema que nem sempre agrada a todos, mas que, sem dúvidas, chama a atenção. Pensei um pouco sobre títulos bacanas pra mostrar, a maioria de séries que já estão há um bom tempo na grade, e aí lembrei de uma opção fantástica, bem recente, e que anda fazendo um sucesso enorme dos telespectadores da nossa amada Netflix. Sejam bem vindos ao universo de Dark!

(Reprodução Netflix)

DARK é uma série original da Netflix que estreou em Dezembro de 2017, e veio ganhando muito espaço e divulgação desde o lançamento. O por que disso? É a primeira série estrangeira da Netflix, sendo produzida e contada inteiramente por um elenco alemão!

Com uma pegada de mistério, a série se passa em Winden, uma cidadezinha fictícia da Alemanha cujo cenário é repleto de um ar melancólico, escuro e bastante chuvoso (haja chuva mesmo!), além de a cidade ter sido uma das locações que sofreu com os efeitos do desastre nuclear de Chernobyl no passado. Acredite, foram muitas consequências.

A série se inicia no ano de 2019, num futuro-presente um pouco distópico, pois não vemos tantos elementos tecnológicos como temos atualmente, porém isso não torna a cidade claramente presa no passado, é só o suficiente pra percebermos uma diferença simbólica e curiosa.

Os eventos da série começam com um clima de mistério na cidade após o desaparecimento de um adolescente, evento que só havia acontecido 33 (guardem bem este número!) antes. Por se tratar de uma cidade pequena onde, em tese, nada nunca acontece, as autoridades e moradores se preocupam com isso. E é claro que, em uma cidade onde nada nunca acontece, as coisas tendem a acontecer mais frequentemente do que dizem, né?

 

Pegada meio Stranger Things, não?

(Reprodução Netflix)

Pois bem! Com o sumiço do jovem, alguns amigos decidem ir para uma caverna na floresta onde ele supostamente esconderia pertences, e nessa algumas coisas misteriosas acontecem e os jovens correm. Resultado: Uma criança, irmã de dois desses adolescentes, desaparece.

Em pouco tempo, a cidade mergulha novamente em uma onda de desaparecimentos, o que causa uma tremenda confusão. Mas o que parece um evento de catástrofe “média” logo se torna uma rede gigantesca de informações. E é aí que podemos concordar que Dark é uma série de dar nó na cabeça!

Somos apresentados, aos poucos, à descoberta de uma linha do tempo na série. Embora os eventos comecem em 2019, logo acompanhamos um dos personagens principais, Jonas Kahnwald, na descoberta da possibilidade da viagem no tempo. O que o leva a descobrir coisas que jamais imaginaria sobre seu pai – que começa a série se suicidando e deixando uma curiosa carta com o pedido de ser aberta somente em uma data específica.

Jonas Kahnwald, um dos personagens principais.

(Reprodução Netflix)

Nessa literal viagem no tempo através da existência de um buraco de minhoca em Winden (alô ciência!), seguimos eventos que conectam quatro famílias alemãs da cidade: Kahnwald, Nielsen, Doppler, and Tiedemann. Descobrimos passados obscuros, duplas personalidades e três gerações se trombando de uma maneira absurda!

Dark é de TIRAR O FOLÊGO, e a cada episódio você se pega tentando quebrar a cabeça e entender os eventos, as versões de cada personagem e cada detalhe, pois a confusão das linhas de tempo e os plot twists te deixam ansioso pra descobrir tudo!

Claramente alguém assistindo Dark e tentando entender as conexões.

(Reprodução via Tumblr)

Embora a série pareça um pouco complicada, vale cada segundo, pois é uma das poucas produções que te prendem até o final! E se você vai começar a acompanhar agora, já fica com a melhor notícia: Foi renovada para uma segunda temporada!

Então não perde tempo e corre dar play! Além de ter um plot incrível, a série é muito bonita em suas cenas e nos oferece a chance de sair um pouquinho do conforto das séries americanas e observar como é o universo alemão de televisão! Quer coisa melhor do que isso?

Dark tá disponível em 10 episódios na Netflix. Assiste e corre aqui me contar quais suas impressões e teorias! Teremos muito que discutir.

postado por Jhessi

Compartilhe com os amigos: 15 comentários

Leia Também

  • Séries e Moda
  • O MUNDO FABULOSO DE QUEER EYE
  • IBIZA