20 de abril de 2018

Quem é que não adora aventuras, não é? Uma série de coisas acontecendo e levando os personagens principais atrás de coisas novas, colocando-os em desafios malucos para no final tudo acabar bem… Eu adoro! Então gostaria de avisar que se você também adora assistir algo cheio de perrengues que termina feliz no fim, pode pegar suas coisas e fechar essa guia, pois o post de hoje vai falar de uma série, sim… Mas de eventos trágicos e desventuras sobre três pobres órfãos. Continue por conta e risco! Ou então… Look away.

Sacou do que vamos falar hoje?

Sim? Boa!

Se não, prepare-se e segue aqui comigo!

(Reprodução Netflix)

A Series of Unfortunate Events (PT: Desventuras em Série) é uma série original da Netflix baseada nos livros do autor Lemony Snicket, que conta as desventuras dos irmãos Baudelaire (Violet, Klaus e Sunny) após terem sua casa incendiada e seus pais mortos no incêndio. Como três órfãos de uma família rica, toda a herança ficou em seus nomes e só poderá ser usada quando Violet, a irmã mais velha, chegar na maioridade. Até então, toda a fortuna fica trancada no banco e os irmãos seguem a única missão que lhes restou: Começam sua inesgotável corrida atrás de guardiões que possam cuidar deles agora que não possuem uma família. E é nessa corrida que as desgraças começam a piorar e só piorar para a vida dos Baudelaire.

As coisas até aqui parecem assustadoras e familiares?! Talvez seja porque A Series of Unfortunate Events é um título muito conhecido do público! Seja pra quem leu os livros quando criança ou pra quem assistiu o inesquecível filme de sessão da tarde com nosso amado Jim Carrey, que passou lá em 2004!

A primeira versão que foi para a telinha!

Na ordem: Violet (Emily Browning), Conde Olaf (Jim Carrey) e Klaus (Liam Aiken)

Lembrou? É bem por aí! Mas para diferenciar, a série da Netflix surgiu em janeiro de 2017, com o também famosíssimo ator Neil Patrick Harris no papel do terrível vilão Conde Olaf, o ator em decadência que assombra a vida dos órfãos em diversas fases e disfarces atrás da fortuna em seus nomes!

A proposta da Netflix não foi muito diferente do filme: queriam juntar toda a série de livros em uma série de TV que mostrasse o terrível e emocionante caminho dos Baudelaire atrás da felicidade. Pra quem leu o livro, pode-se dizer que a série ficou impecável! Os detalhes foram muito fiéis, as peculiaridades de cada órfão foram super bem retratadas, o ritmo foi agonizante, mas viciante, e a existência do personagem do próprio autor andando pela série e funcionado como um personagem extra que só fala com a telinha, ou seja, com quem assiste, deixou tudo com sabor de aventura mesmo, como se fizéssemos parte daquela história!

E foi essa receita de sucesso que garantiu o estouro da série na grade e público, e reservou também a sua segunda temporada, que chegou agorinha na rede em Março de 2018! Então bora lá?

Os irmãos na segunda temporada.

(Reprodução Netflix)

Durante a primeira temporada, nós caminhamos com os Baudelaire desde o momento trágico de sua vida em que tudo começou a dar errado: O incêndio de sua casa e morte de seus pais. A partir de então, a primeira temporada nos colocou na estrada com os três irmãos em busca de guardiões.  E como a série não exatamente leva a palavra “felicidade” no nome… Podemos dizer que a busca foi bem, bem infortuna. Acompanhamos caso atrás de caso dar errado por intervenção do Conde Olaf, sempre disfarçado e reconhecido pelas crianças, mas nunca pelos adultos ao redor, o que confere uma angústia terrível pra eles e pra gente que assiste!

No meio disso tudo, acabamos também descobrindo algumas pistas sobre a morte dos pais dos Baudelaire… Como o fato do incêndio não ter sido desproposital, mas sim criminoso! E também de que os pais deles não eram pais comuns… Mas parte de uma organização secreta da qual os filhos nunca ouviram falar. Curioso, não?

Pensando nesses ganchos, a segunda temporada veio para mostrar a continuação dos eventos na vida dos órfãos, aproveitando das questões não respondidas sobre seus pais e a busca por guardiões. A diferença é que nessa temporada nós descobrimos muito mais sobre eles, assim como também somos apresentados a outros órfãos na mesma situação. Isso mesmo, na segunda temporada os Baudelaire finalmente fazem amigos que entendem, literalmente, o que eles estão passando!

E como era de se esperar… Os infortúnios seguem assim como a presença constante do Conde e sua trupe, mais malaados do que nunca! Mas se podemos ter uma pontinha de esperança, mesmo que mínima, é de que pelo menos dessa vez mais membros da organização secreta (guardem essas iniciais: V.F.D.) estarão na cola dos vilões pra ajudar os Baudelaires em sua árdua jornada!

Conde Olaf e os membros de sua gangue maligna.

(Reprodução Netflix)

Então que fique avisado: Se você deseja embarcar nessa desventura… Prepare-se para muita ansiedade, cenas fortes e muita coisa boa escapando de acontecer por um triz! Mas também, e acima de tudo, um roteiro incrível que conseguiu adaptar perfeitamente o que foi um clássico na infância de muita gente, sempre colocando uma dezena de detalhes especiais escondidos nas cenas. Tem como perder essa? Eu acho que não!

As temporadas de A Series of Unfortunate Events estão todinhas disponíveis na Netflix, aproveita o feriado e embarca nessa – mas por sua conta e risco. Beijinhos e até a próxima. ♥

postado por Amanda

Compartilhe com os amigos: 5 comentários

Leia Também

  • LOVE: A terceira e última temporada
  • Nova Temporada de Black Mirror
  • Séries e Moda
  • Comente pelo facebook:
    Comente pelo Blog:
    1. Aldine Azevedo, 21 de abril de 2018

      Que maravilha de série!
      Amei o resumo. Vou dar uma conferida nela!
      Valeu pela dica!

    2. Alécia Magalhães, 22 de abril de 2018

      Pena que não tenho Netflix, a série parece muito bacana, história chama atenção
      Gostei, muito legal!
      Blog ArroJada Mix|Blog Prosa e Texto

    3. Daniela Mattos, 23 de abril de 2018

      Bah eu não conhecia a série, e que bom saber que tem na netflix. QUando tiver um tempinho vou ver como é!

    4. Beatriz Ribeiro, 23 de abril de 2018

      Eu assistir as duas temporadas e amei, super recomendo, mas é claro, como você falou por sua conta e risco. A música de entrada da série não sai da minha cabeça, rsrs

    5. Sueli, 24 de abril de 2018

      Eu ainda não assisti a série mas com certeza assistir o filme com o Jim Carrey um dezena de vezes e adorava.