24 de julho de 2018

Fazer as unhas dos pés sozinha pode ser um pouco complicado, ainda mais quando não temos prática. Mas, saiba que existe uma maneira simples que qualquer manicure iniciante pode usar para conseguir deixar as unhas dos pés mais bonitas.

Serão necessários alguns reajustes para acertar o resultado final da pedicure, como exemplo, um lugar iluminado, posição confortável, materiais adequados e alguns truques que ensinaremos neste artigo.

Materiais necessários:

  • Alicate de unhas esterilizado
  • Espátula
  • Palito laranjeira chanfrado
  • Algodão
  • Removedor de esmalte
  • Adesivos de unhas, esmaltes, base e extra brilho ou top coat.

1 – Deixe as unhas sem resíduos de produtos

O primeiro passo é deixar as unhas prontas, totalmente limpas sem resíduos de esmaltes antigos. Utilize removedores menos agressivos, pois, a acetona é uma substância forte e agressiva, o que pode deixar as unhas fracas e quebradiças.

2 – Cortem e lixem suas unhas

Antes de retrair as cutículas nivele suas unhas com um cortador ou tesoura e use a lixa para acertar e dar o formato desejado. Sempre lixe as unhas evitando os movimentos de vai e vêm que as desgastam.

Dica: Será preciso encontrar a posição confortável para que consiga alcançar as unhas dos pés, portanto, tente apoiá-los em uma superfície mais alta ou posicione no seu colo se tiver mais facilidade.

3 – Amolecer a cutícula e hidratar

Sabemos que amolecer as cutículas é um passo muito importante, há quem as retraia totalmente e quem opte por não retirá-las, mas em ambos os casos é preciso hidratá-las e empurrá-las para obter uma pedicure perfeita.

Para quem não remove as cutículas, o ideal é usar um creme hidratante para deixá-las mais bonitas e facilitar, pois é preciso ao menos empurrá-las com o palito para aplicar o esmalte nas unhas. Depois a cutícula volta ao normal e não prejudica a finalização e aspecto do esmalte.

No caso da remoção, muitas pessoas usavam a técnica “pés de molho em água morna”, porém, esse hábito está sendo deixado de lado aos poucos, pois, elas absorvem o líquido, ficam macias e moles resultando em unhas fracas. Portanto, a melhor maneira de amolecer as cutículas é utilizando cremes específicos.

Passo:

Após ter limpado as unhas, aplique o creme nas cutículas e aguarde alguns minutos. Algumas pessoas que fizeram curso de manicure profissional optam por borrifar água em um saquinho plástico, colocam creme no mesmo e deixam nos pés de suas clientes.

Depois de amolecer as cutículas, você deverá utilizar uma espátula para empurrar as cutículas cuidadosamente para evitar machucados.

Em seguida, comece a retirar as cutículas de um lado a partir da ponta dos dedos para o centro da unha e depois vão para o outro lado, as cutículas devem se encontrar no centro da unha.

3 – Esfoliação e hidratação

Cuidar apenas das cutículas pode ser o fator mais importante, porém, para conseguir um visual harmônico e chamar atenção nos cuidados com os pés é algo que não pode faltar e faz toda diferença.

Utilize um creme esfoliante e faça massagem nos pés em movimentos circulares, depois lave os pés para retirar o produto. Seque bem os pés e aplique um creme hidratante. A esfoliação de pele é importante para remover as células mortas e melhorar a aparência.

4 – Base, esmalte e finalização

Aplique uma base protetora antes do esmalte, além de proteger as unhas da forte pigmentação isso ajudará a não deixar manchas amareladas.

Em seguida comece a fazer suas unhas decoradas ou aplique o esmalte simples que desejar. Utilizar adesivos de unhas para decoração é uma forma simples de ter unhas bonitas de maneira simples.

Dica: Utilize um palito laranjeira chanfrado e besuntado em óleo para ir removendo o excesso antes de o esmalte secar, pois o palito deslizará melhor e não prejudicará o acabamento.

Retire os resíduos com auxílio de um algodão embebido em acetona enrolado em um palito.

Para finalizar aplique top coat ou extra brilho, pois fazem a decoração durar mais e manter o brilho.

Uma boa é aplicar óleo secante para agilizar o processo e evitar que as unhas borrem fácil.

E aí meninas, como vocês fazem as unhas dos pés de vocês. Tem alguma dica, compartilhem aqui conosco!

postado por Thais

Compartilhe com os amigos: 0 comentários

Leia Também

  • Saiba qual a forma correta para lixar as unhas e evitar quebra
  • Unhas da Semana: Lágrimas de Vênus
  • Unhas da Semana: Jujuba
  • 23 de julho de 2018

    Meninas, como vocês já sabem estive ausente do blog por uns dias porque me mudei para a minha casinha própria. Ando tão feliz por essa vitória que Deus me deu, que em breve venho mostrar meu cantinho novo para vocês. E aos poucos vou voltando a nossa rotina de post diários por aqui tá.


    Mas para começar a semana com o pé direto, vim mostrar para vocês a coleção maravilhosa de esmaltes que recebi da Novo Toque na semana passada, que foi a minha semana da mudança.  A Novo Toque me mandou duas coleções, a Tá nas redes e a Revele-se que é o novo lançamento da marca.


    A coleção Tá nas Redes é composta por 9 cores (na sequência): amei (cremoso), sqn (cremoso), tbt (cremoso), look do dia (cremoso), emoji (cremoso), tô seguindo (cremoso), nudes (cremoso), selfie (areia líquida) e curti (cremoso).


    A segunda coleção, que é a Revele-se é composta por 10 cores que variam entre tons cremosos, cintilantes, perolado e areia liquida (na sequência): romântica (cremoso), sonhadora (cremoso), irresistível (areia liquida), sedutora (cremoso),meiga (cintilante), ousada (cintilante), extraordinária (cintilante), destemida (perolado), autêntica(cremoso) e notável (cremoso).

    Além das duas coleções, recebi também uma base de tratamento mega brilho e uma base incolor.

    Confesso que ainda não consegui fazer a minha unha, mas essa semana vou escolher uma das cores (mas admito que está difícil) pois é uma mais linda que a outra, não acham? Mas assim, que eu fizer a escolha da semana, venho compartilhar aqui com vocês.

    Agora me digam, já conheciam alguma dessas coleções ou a marca? Eu sou suspeita pois adoro os esmaltes e não poderia estar mais feliz em ter me tornado parceira deles.  Quero agradecer a Novo Toque pelo carinho e confiança no meu trabalho, muito obrigada.

    postado por Jhessi

    Compartilhe com os amigos: 8 comentários

    Leia Também

  • 3 perfis de meninas estilosas para você seguir no instagram
  • Promoção Match – O Boticário
  • Promoção Louca por Intense
  • 19 de julho de 2018

    Oi, pessoal! Ultimamente vocês perceberam como tem aumentado o número de séries sendo produzidas foram do eixo norte-americano/britânico? Exemplos disso são Dark, La Casa de Papel, 3%… Várias produções incríveis que saem dos modelos aos quais estamos acostumados.

    Pensando nisso, a sugestão de hoje é uma série dinamarquesa da qual eu quero falar há um tempinho! Então pega seu guarda-chuva e vem porque nessa chuva é melhor não se molhar.

    (Reprodução Netflix)

    The Rain (PT: A Chuva) é uma série dinamarquesa da Netflix de ficção científica, e entrou pra grade em maio desse ano e logo no finalzinho do mesmo mês já foi renovada para uma segunda temporada. É mole?!

    O roteiro de The Rain é o seguinte: Na Escandinávia uma espécie de vírus mortal surgiu e fugiu de controle do governo imediatamente. O vírus era capaz de matar instantaneamente ou deixar as pessoas doentes por muito tempo até morrerem. Até aí nada diferente de mais um filme apocalíptico, né? Mas a diferença e ponto chave dessa série mora no seguinte detalhe: Esse vírus é transmitido através da chuva.

    Isso mesmo! Desde sua aparição, ficou descoberto que as chuvas periódicas que passaram a acontecer na cidade carregavam o vírus, logo, para fugir da transmissão direta é necessário que todos se abriguem da chuva e tentem se manter o mais longe possível da água contaminada.

    Logo no começo da história somos apresentados aos personagens principais, um casal de irmãos, Simone e Rasmus. No início ambos são crianças, Simone sendo a filha mais velha, cujo pai é um dos cientistas envolvidos com pesquisas sobre o vírus. Logo que ele fica sabendo que a chuva vindo para a cidade é capaz de matar os humanos, ele leva a família para uma espécie de abrigo subterrâneo que a companhia na qual trabalha tem espalhados por toda a cidade.

    Rasmus e Simone no começo da série, antes da chuva.

    (Reprodução Netflix)

    Porém como nenhuma série desse gênero começa bem… O pai deixa os filhos com a mãe no bunker e vai atrás de uma cura. Porém um incidente acontece dentro do abrigo e as crianças tentam fugir quando alguém surge batendo na entrada, achando que se trata do pai voltando imediatamente. Mas aí o pior ocorre: A mãe deles, para impedir que as crianças fossem puxadas para fora ou que deixassem o homem desconhecido entrar, acaba saindo e sendo pega pela chuva, morrendo na frente dos filhos.

    A partir daí, Simone decide fazer de tudo para proteger seu irmão, uma vez que aprendemos logo de início que ele é supostamente uma chave importante para essa história do vírus.

    Sozinhos, os dois passam a morar dentro do abrigo, jamais saindo, e crescendo um ao lado do outro. Seis anos acabam se passando, e com eles vão surgindo mudanças no crescimento de ambos e dificuldades, como a escassez de alimentos que chega ao fim. Em uma discussão para sair do bunker e pisarem no mundo lá fora, do qual não tem notícias há seis anos, os irmãos acabam abandonando o abrigo.

    E aí a série começa a pegar ritmo! Acompanhamos Simone e Rasmus em sua luta para sobreviver e encontrar o pai, acabando por encontrarem um grupo de demais sobreviventes e fazendo amizade.

    O grupo de sobreviventes em ordem: Martin, Simone, Rasmus, Beatrice, Jean, Lea e Patrick.

    (Reprodução Netflix)

    A série é curta, tem apenas oito episódios, mas são episódios densos e com tantas reviravoltas que você fica maluco assistindo! Porém de um jeito bom. Em meio a uma Escandinávia abandonada, acompanhamos a história dos irmãos e as relações entre o grupo, tendo contato com arcos de romance, briga, ciúmes e muito mistério. Tá esperando o que para conferir?

    A série tem uma pegada parecida com as séries norte americanas, mas que é bem única e infinitamente bonita. Corre lá e me conta depois! ♥

    postado por Amanda

    Compartilhe com os amigos: 0 comentários

    Leia Também

  • STRANGER THINGS: SEGUNDA TEMPORADA
  • Séries e Moda
  • Defensores
  • 17 de julho de 2018

    Antes de comprar uma roupa nós precisamos saber o nosso tipo físico para valorizar, por isso é muito importante saber qual é o formato do corpo que você tem. Ao total são classificadas em 6 silhuetas, sendo elas: plus size, retangular, ampulheta, triângulo, triângulo invertido e oval.

    Nesse post você vai aprender a identificar o seu tipo físico e vai aprender a escolher as roupas mais adequadas para seu corpo.

     

    Formato oval: A parte mais larga do corpo é a barriga e a cintura, então use roupas que chame a atenção para o colo e pescoço, decotes são bem-vindos, Vestido tubinho e peças com cores escuras e pouco contraste para afinar a silhueta e marcar a cintura.

    Retangular: Normalmente a cintura é reta, por isso vale usar modelos que ‘acinturam’. O vestido envelope é uma boa sugestão, decotes em V e U e peças com cores claras e vivas.

    Triângulo:  Corpo estreito em cima e mais largo no quadril, é legal valorizar o tronco. Invista em roupas com ombros mais largos, blazer com ombreira é uma ótima peça para equilibrar a silhueta.

    Triângulo invertido: O corpo é mais largo da cintura pra cima, então o ideal é deixar os detalhes que geram volume para a parte inferior do corpo. Apostar em blusas com tecidos moles e decotes em V estreitos para alongar o colo, cores escuras ou discretas.

    Formato ampulheta:  O maior desafio é valorizar as curvas sem deixar o visual vulgar, pois o ponto forte é a cintura fina. Suavize o volume entre ombros e quadril para valorizar as curvas naturais, use regatas, frente únicas, saias fluidas evasê.

    Plus Size: Curvas em excesso e corpo inteiro volumoso é importante delinear a silhueta com tecidos estruturados. Uma ótima dica é usar blazers estruturados e tecidos com couro que harmonizam a silhueta, saias com listras verticais e diagonais, cores e lavagens escuras.
    Um beijo e até semana que vem.

    postado por Bruna

    Compartilhe com os amigos: 8 comentários

    Leia Também

  • Dicas de como usar Jaquetas
  • Como usar bota vermelha
  • 4 dicas de como usar botas no verão
  • 13 de julho de 2018

    Oi Jezets, tudo bem? Quem me acompanha no insta @byjhessi, já sabe que estou ausente das redes sociais, porque me mudei de casa.

    Então assim, que eu me organizar com a mudança e assim que minha internet for instalada novamente, eu volto! Então é isso meninas, até breve! Beeeeijos.

    postado por Jhessi

    Compartilhe com os amigos: 0 comentários

    Leia Também

  • Fixador de Maquiagem Caseiro
  • Limpando a Pele com Mel
  • Unhas da Semana: Esmaltes Anita