26 de julho de 2018

Quem nunca ouviu uma história incrível que envolvesse mitologia? Criaturas mágicas, deuses do Olimpo, seres sobrenaturais, deusas com poderes sobre a colheita e os homens… São várias as fontes de histórias que envolvem esse mundo vasto. E é claro que, com tanto pano pra manga, a indústria cinematográfica não deixaria de se lambuzar na hora de criar, certo? Pensando nisso e em uma notícia confirmada, a recomendação de hoje traz uma série que usa e abusa, de maneira incrível, desse tema!

(Reprodução Starz)

 AMERICAN GODS (PT: Deuses Americanos) é uma série da Starz, baseada no livro homônio  do gigante da literatura de fantasia, Neil Gaiman. Se o nome não te traz nada de imediato, é só lembrar de filmes como Coraline, Stardust… Todas obras baseadas em livros do autor.

Assim como o livro, o plot se passa ao redor da vida de Shadow Moon (Ricky Wittle), um homem normal que acaba de cumprir três anos de prisão e está voltando para casa, para reencontrar sua amada esposa Laura Moon (Emily Browning), que o espera ansiosamente.

Shadow Moon, o personagem principal (e lindo de morrer)

(Reprodução Starz)

 O problema começa quando, na semana de sua liberação, Shadow é chamado  antecipadamente e recebe a notícia de que sairia mais cedo. Motivo? Sua amada esposa sofrera um acidente automobilístico e morrera naquela manhã. A partir daí, começa a jornada de Shadow.

Laura, a “dead wife” (você vai saber o motivo quando assistir!)

(Reprodução Starz)

 Arrasado, ele sai da cadeia sem perspectivas de vida, e na viagem de avião conhece um homem misterioso que se apresenta como Wednesday (Ian McShane). O homem, em meio a uma conversa longa, lhe oferece um emprego de guarda-costas. Shadow acaba aceitando, mesmo mal conhecendo o rapaz, pois, como já dito, não tinha mais perspectivas após a morte da esposa.

 E se até aí as coisas parecem ruins… Ao chegar no enterro, Shadow descobre algo que ninguém havia lhe contado até o momento: Sua querida Laura morrera em um acidente de carro junto de seu melhor amigo. E, sim, os dois estavam tendo um caso.

 Com isso, começa a jornada. A série trabalha de modo ardiloso e silencioso, de maneira que não entrega informações explicitamente, mas vai dando ao leitor dicas e chances de entender quem são os personagens, de onde vem e o que estão fazendo. Mas algo é claro: Se trata de um mundo onde deuses da mitologia antiga e moderna existem, e Wednesday quer trazer de volta a época de ouro dos mesmos em uma grande batalha.

Em ordem: Wednesday, Mad Sweeney, Laura, Shadow, Technical Boy e Queen of Sheba

(Reprodução Starz)

 Produzida por Bryan Fuller (de Hannibal, lembra?), a série conta com efeitos magníficos e cenas muito belas. Em especial, gosto bastante do episódio 7: A Prayer for Mad Sweeney, que retrata a história do personagem Mad Sweeney (Pablo Schreiber), um leprechaun. O episódio é todo passado na Irlanda e conta uma história bela e sensível, sempre mostrando camadas e camadas dos personagens. Mas não se preocupe, há várias histórias ao longo dos oito episódios, e sem dúvidas você vai encontrar alguma que vai gostar mais!

A maravilhosa Gillian Anderson (Media) em homenagem a David Bowie

(Reprodução Starz)

 A série estreou em 2017 e conquistou o público depressa, e para alegria daqueles que acompanharam ou apenas gostam de sua temática, a segunda temporada (que havia sido confirmada, mas sem datas) foi confirmadíssima para 2019. Ou seja, dá tempo de assistir e ficar a par de tudo!

 Lembrando que essa série o é da Netflix e nem está no catálogo, porém, pode ser vista em demais sites de stream da internet ou no Stremio, um aplicativo que disponibiliza vários títulos de graça.

 Tá esperando o quê?!

postado por Jhessi

Compartilhe com os amigos: 11 comentários

Leia Também

  • Santa Clarita está de dieta… De novo!
  • Defensores
  • Sierra Burgess is a…